10 dicas-chave para quando visitar Angola

Angola é um país com uma área de mais de 1.200.000 quilómetros quadrados. Com cerca de 26 milhões de habitantes e locais quase inexplorados, diria que é um dos lugares mais atractivos para visitar. Isto se você for um amante de natureza, vida selvagem e seres humanos engraçados (e isso pode significar qualquer coisa que imaginar). Aqui, podemos não ter tudo, mas com certeza sabemos como receber calorosamente os nossos visitantes.

Num artigo passado, falei sobre o que não se deve fazer quando visitar Angola. Agora, gostaria de orientá-lo sobre a melhor forma de se preparar quando vier visitar Angola.

1. Verifique se você precisa de um visto

angola

Apesar de eliminarmos a necessidade de um visto de curta duração para alguns países, a grande maioria do mundo ainda precisa de permissão para entrar em território angolano.

Veja a informação sobre vistos na página do consulado angolano mais próximo de si. Porém, pelo que ouvi, é melhor telefonar ou visitá-los pessoalmente, uma vez que a informação pode estar desactualizada ou não estar clara.

Um conselho: seja paciente! O processo pode não ser tão simples quanto espera.


2. Certifique-se de que suas vacinas estão em dia

Está a vir para um país tropical, onde muitas doenças ainda não foram erradicadas. Veja a lista de vacinas de que vai precisar e veja onde as pode tomar. Dependendo de onde vier, pode precisar de mais do que a vacina da Febre Amarela.

Já agora, lembre-se de manter o seu cartão de vacinas à mão porque vai precisar dele quando atravessar a fronteira. Se se esquecer, reze para não ser enviado de volta no mesmo avião.


3. Use a sua rede de contactos

angola

Ao contrário de muitos outros países, a informação aqui raramente é centralizada. Não existe tal coisa como um escritório de turismo, o que torna difícil encontrar formas de se deslocar. Por essa razão, tente encontrar alguém dentro da sua rede que conheça alguém que mora aqui. Isso vai tornar as coisas 1000 vezes mais fáceis.

Se não conseguir encontrar ninguém entre os seus contactos, tente “seguir” algumas pessoas no Instagram ou no Facebook por algum tempo. Veja se elas podem ser úteis, respondendo algumas perguntas para si. Confira também o artigo sobre os sites para saber mais sobre Angola. As pessoas que os dirigem não teriam problema em ajudar. Aplicativos de comunidade e sites como o Meetup também estão activos, então tente por lá.

As pessoas locais lhe darão dicas sobre tudo e provavelmente até poderão se oferecer para lhe escrever uma carta convite e buscá-lo ao aeroporto. Sim, nós somos simpáticos assim.


4. Reserve o seu transporte antes de chegar a Angola

Já expliquei em um artigo anterior porquê que o aconselho a ter muito cuidado com os táxis fora do aeroporto. Portanto, deve experimentar as aplicações de táxi, tais como KubingaAllo Taxi e Eurotaxi Luanda.

Também pode verificar as opções de aluguer de carros, caso esteja a fazer planos de ser mais independente. Intenda que o nosso sistema de transportes públicos não tem um mapa oficial. O caixa do taxista (famoso Cobrador) grita as rotas e os destinos e você tem que saber muito bem para onde vai.


5. Assegure-se de que o seu alojamento é de confiança

angola

Além dos hotéis caros que encontrará no Booking, existem alternativas como o Airbnb e pequenos BnB’s.

No entanto, alguns podem não ser o que parecem ser online. Assim sendo, aqui estão algumas dicas para diminuir o risco de ser enganado:

  • Leia os comentários. O imóvel deve ter um mínimo de 5, na minha opinião
  • Leia todas as informações do perfil. A descrição deve ser exaustiva e deixar apenas perguntas muito específicas sem resposta.
  • Entre em contacto com o anfitrião, fazendo mais perguntas e para pedir mais fotos do imóvel. Ele deve respondê-lo dentro de 12h à 24h.
  • Se tem aquele amigo de quem falamos, peça-lhes que passe pelo alojamento para verificar se está tudo em ordem


6. Faça um plano de actividades

Lembras-se de lhe ter dito que não temos um gabinete de turismo? Nós também não temos um calendário regular de actividades turísticas. Por isso, para evitar frustrações, faça a sua pesquisa e marque as actividades que gostaria de fazer e os eventos a que quer assistir.

Escrevi um artigo sobre as actividades semanais regulares em Luanda, mas estas podem mudar a qualquer momento. Por isso, verifique as páginas seguintes para se manter actualizado com os eventos actuais:


7. Não espere que tudo funcione

Independentemente de quanto pague por um serviço ou produto, não espere que ele seja perfeito. Não acontecerá sempre, mas é seguro assumir uma taxa de falha de 30%. Isso pode levar a histórias emocionantes e engraçadas para contar, portanto mantenha-se aberto para o inesperado. Os elevadores podem não funcionar (se existirem), podem ocorrer faltas de energia e água e o táxi que reservou pode não aparecer de todo.

Por outro lado, verá e vivenciará cenas inigualáveis. Além disso, é muito provável que faça um amigo para a vida que estará aqui na próxima vez que visitar.


8. Prepare-se financeiramente e traga dinheiro vivo

angola

De acordo com o site Expatistan, o custo de vida médio mensal para uma única pessoa em Angola é de USD 1.250. Mas a realidade é que pode gastar muito menos se souber onde procurar.

Portanto, assuma o custo mais alto que encontrar na sua pesquisa, calcule um custo diário e traga dinheiro em mãos (USD ou EUR) para pelo menos 70% das suas despesas estimadas (sim, temos um problema com cartões). Se faz planos de usar o seu cartão de crédito, informe o seu banco com antecedência.


9. Saiba que falar inglês (somente) não o vai levar muito longe

A língua oficial em Angola é o português e temos enormes problemas de comunicação entre nós. Imagine se vier e começar a falar em inglês com as pessoas!

Brincadeiras à parte, a maioria das pessoas não fala inglês de todo, então precisará de encontrar uma alternativa. Se fizer um amigo local, que fale inglês e português, pode acomodar-se sendo a nova sombra dele. No entanto, não tenho certeza se isto será confortável para si.

Outras opções seriam contratar um intérprete ou realmente tentar aprender espanhol. Isso porque aprender espanhol tende a ser mais fácil que aprender português.

Pode sempre praticar e dominar mímica para fazer-se entender.

10. Saia de Luanda

É provável que aterre no aeroporto internacional 4 de Fevereiro. Apesar de Luanda ser muito interessante, estamos a falar de visitar Angola, então vá explorar! Saia de Luanda e dê à natureza a oportunidade de lhe tirar o fôlego.

A forma mais económica e segura de o fazer é fazer uma viagem de carro com a Macon Transportes (serviço de autocarros). Eles podem levá-lo a 17 das 18 províncias e pode optar pelo serviço VIP para maior conforto e menos horas de viagem. A desvantagem é que só pode comprar os bilhetes nas estações e o serviço.

Os vôos também estão disponíveis com TAAG, se preferir fazer um vôo de 40 minutos para qualquer província.

E voilà! Tudo o que tem que fazer é organizar os seus planos, fazer as malas e apanhar o próximo voo para Angola.

A propósito, não se esqueça de ser um péssimo infeliz!

CONSULTORIA EXPRESS
A informação será transferida para o MailChimp ( + info )
O TEU NEGÓCIO TRANSFORMADO EM 1H. A oportunidade de partilhar os teus desafios de autonomia profissional, em busca de respostas que te possam ajudar. Os 30.000Kz mais bem investidos da tua vida!
O seu email será somente usado para os fins indicados.

You may also like...

2 Responses

  1. To adorando o blog e seu bom humor, sou do Brasil e quero visitar Angola para fotografar o país! Já sigo vcs no instagram e li e segui os fotógrafos que indicou para ver Angola de dentro para fora.

    Sou carioca, moro no Rio de Janeiro, seria uma boa idéia sair pelas ruas a fotografar por ai? 🙂

    abraços e obrigado

    • Péssima Infeliz diz:

      Olá Renato! Obrigada pelo seu comentário.
      A primeira coisa a saber é que o lugar mais desafiante para fotografar é Luanda, pela insegurança e agitação da cidade mesmo. Porém, se for fazer isso com outros apaixonados pela cidade, a probabilidade de ser assaltado reduz muito.
      Aconselho-o a contactar directamente os donos das páginas de IG do outro artigo, pois eles vão ter ainda melhores dicas ;).

      Abraço e divirta-se 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *