4 fontes de trabalho freelance para conseguir clientes

Quando comecei a trabalhar como freelancer, procurei fontes de trabalho e li tudo o que dizia freelancertrabalhos e dicas. Depois de receber conselhos dos mais experientes, o meu esforço compensou e percebi que tudo o que precisava de fazer era estar onde estivessem os clientes. Ou seja, eu tenho que estar visível para eles.

Rapidamente, compreendi que não precisava de me sobrecarregar estando em todo o lado, mas, ao invés disso, tinha de saber que fontes de trabalho usar com perspicácia.

Sem mais delongas, aqui estão as quatro fontes de trabalho freelance eficazes, que usei para conseguir clientes:

Fonte de trabalho 1: Websites para freelancers

fonte de trabalho

Existem muitos sites freelance, para praticamente qualquer trabalho que ofereça. Mesmo que não seja um freelancer experiente, é quase garantido que encontrará trabalho lá, já que clientes de todo o mundo procuram por profissionais como você. Basta ir ao Google e pesquisar “sites freelance” e vai surpreender-se com as longas listas.

Como tradutora freelance, usei principalmente o Upwork e o Translators Café, onde consegui clientes que me ofereceram contratos duradouros. Tudo o que eu tive de fazer foi preparar um currículo elaborado e fornecer algumas amostras do meu trabalho. Pode encontrar mais websites na minha página de recursos.

Enquanto estes sites são altamente competitivos, exigem um cartão de pagamento (VISA ou qualquer outro), e não oferecem as melhores tarifas, eles provavelmente serão a sua melhor chance de conseguir clientes, se for um iniciante. Adicionalmente, vai poder praticar as suas habilidades de argumentação e negociação para quando for atrás de clientes mais exigentes.

Fonte de trabalho 2: Atirar directamente para o alvo

fonte de trabalho

Pode parecer intimidante, mas pode ser extremamente eficaz. No entanto, aconselho-o a desenvolver primeiro as suas capacidades de argumentação e negociação e a ter algumas amostras profissionais de alta qualidade.

Faça apenas a sua pesquisa e veja como poderá se aproximar dos seus clientes-alvo. O que eu fiz, quando era tradutora freelancer, foi estudar os meus clientes-alvo, através dos seus sites e contas nas redes sociais. Eram embaixadas e empresas multinacionais, que tinham grandes chances de precisar de materiais traduzidos.

Depois de estar satisfeito com a minha pesquisa, redigi um e-mail (i) mencionando as suas necessidades específicas e a minha capacidade de os ajudar. E foi assim que consegui um compromisso de longo prazo com a embaixada do Reino Unido em Luanda.

Exige alguma preparação e uma experiência profissional meritória, mas contactar directamente os clientes-alvo compensa em dinheiro e tempo, uma vez que não irá competir com centenas de outros candidatos.

Fonte de trabalho 3: Lista/ Rede de contactos

fonte de trabalho

Aqui não me refiro à uma lista de clientes, pois é provável que ainda não tenha uma. Refiro-me  à sua família e amigos porque são pessoas que vão indicar-lhe à potenciais clientes, mesmo antes de começar a trabalhar. Eles confiam em si e defenderão a sua marca e seu nome melhor do que você mesmo.

Portanto, diga-lhes o que faz e quais são os seus objectivos e planos. Melhor ainda, convide uma “pessoa de influência”, da sua rede de contactos, para uma cerveja gelada para falar dos seus planos profissionais. É provável que esta pessoa o apresente a alguém que esteja a procura de um profissional como você.

Isto foi o que fiz assim que me demiti do meu cargo anterior. Preparei um e-mail estruturado, mencionando a minha nova profissão e os serviços que prestava e enviei-o aos meus antigos colegas, amigos e família. Resultado: fiquei ocupada durante pelo menos um mês, sem parar.

Mas lembre-se que não basta pedir por trabalho, você tem que realmente cumprir e cumprir suas promessas.

Fonte de trabalho 4: Redes sociais

redes sociais

As redes sociais são altamente negligenciadas quando se trata de promover as suas actividades profissionais. Pode usar o LinkedIn para gerar mais interesse e o Facebook para promover o seu conteúdo. O Instagram, por ser mais visual, é óptimo para profissionais criativos e pode ser um excellent portfólio.

Dê um tempo para dizer claramente quais são suas conquistas, seus prêmios, sua história acadêmica, sua ocupação profissional passada e atual. Além disso, use imagens que se alinhem com o seu negócio e envolva o seu público com perguntas e ímãs de chumbo.

Quando usei as redes sociais como fonte de trabalho, o Facebook e o LinkedIn foram muito úteis. Eu editei os meus perfis e depois mandei mensagens directamente para os meus contactos. Não enviei mensagem para todos, apenas para aqueles que eu acreditava que poderiam ser ou trazer-me clientes.

Dica profissional: não envie e-mails a toda a gente. Isso fá-lo parecer desesperado. Em vez disso, trabalhe na sua presença nas redes sociais adicionando conteúdos de qualidade, regularmente. Isso vai fazer com que as pessoas reparem em si.

No meu livro – FREE-lancing (i) -, dou muitas mais dicas sobre como atrair novos clientes, bem como formas de geri-los e mantê-los. Falo também de que fontes de trabalho usei e das respectivas vantagens e desvantagens.

Diga-me se a informação neste artigo foi útil e não se esqueça de ser feliz.


(i) Este aqui está em inglês. O em português será lançado até Setembro de 2020

CONSULTORIA EXPRESS
A informação será transferida para o MailChimp ( + info )
O SEU NEGÓCIO TRANSFORMADO EM 1H. A oportunidade de partilhar os seus desafios de autonomia profissional, em busca de respostas que lhe possam ajudar. Os 5.000Kz mais bem investidos da sua vida!
O seu email será somente usado para os fins indicados.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *