5 maiores erros cometidos no empreendedorismo em Angola

Quer estejas a começar como profissional autónomo ou já tenhas experiência na matéria, há coisas que nunca mudam e se perpetuam em nós. E, infelizmente, os erros cometidos por aqueles que vieram antes de nós são por vezes parte deste ciclo.

Após mais de 5 anos como profissional autónoma, hoje, como coach de empreendedorismo, ainda vejo profissionais autónomos a cometer os mesmos erros cometidos pelos nossos tios, quando decidiram empreender, criando assim os seus próprios obstáculos de crescimento. Isso faz-me enxergar uma espécie de ciclo vicioso no empreendedorismo em Angola.

Sem mais delongas, seguem abaixo os cinco maiores erros cometidos por empreendedores angolanos:

1. Não definir o seu objectivo

empreendedor

Entendo perfeitamente que talvez a tua realidade o tenha atirado para o mundo do empreendedorismo por falta de escolha ou mesmo desespero. Porém, falta de escolha pode ser uma questão de perspectiva e desespero não é sustentável. Há também a grande questão da “febre do empreendedorismo”, que leva toda e qualquer pessoa a achar que tem de fazer parte do cenário empreendedorismo em Angola.

Mesmo que eu acredite que seria bom todos termos mais do que uma fonte de rendimento, há várias formas de se fazer isso, sem necessariamente levantar e bendeira de empreenderx. Após conseguires respirar e organizar as tuas ideias, define claramente o objectivo de criar um empreendimento e dá asas à tua ideia de negócio. Não sejas o ‘faz tudo’, pois assim não farás nada no teu melhor e isso vai reduzir o valor do teu trabalho com o passar do tempo.

Como definires o teu objectivo? Começa por pensar no que te faz falta e identifica o que gostarias de fazer nesse sentido. A necessidade é a mãe da criatividade. Não te reprima!

Ler também: 5 passos para definires os teus objectivos profissionais

2. Não se preparar financeiramente

empreendedorismo em angola

E não aceito a desculpa de ganhar pouco! Vivemos num país em que uma mãe de seis filhos, analfabeta, que ganha trinta mil kwanzas por mês, alimenta-os todos (outros argumentos à parte). Se estás a ler este artigo, já és parte da sortuda minoria, fazes parte de uma camada do empreendedorismo em Angola que já tem mais acessos e ferramentas à sua disposição.

Aprende que pouco e muito são relativos e começa a pensar no dinheiro como uma ferramenta e não como uma varinha mágica, que vai resolver todos os teus problemas sempre que tiveres mais. Até porque se assim for, quanto mais tiveres, mais vais gastar.

Começa a poupar com um plano em mente e mantém-te fiel ao teu plano. Faz previsões financeiras realistas e almeja viver sempre abaixo da linha do lucro. Feito isso, não deixes de manter o teu fundo de liberdade e estuda as opções de reinvestimento e obtenção de rendimentos passivos.

3. Não testar a ideia antes de lançar

empreendedora

No contexto do empreendedorismo em Angola, acredito que este seja um erro cometido por falta de informação e pela falsa crença de que o pré-lançamento de um produto/serviço tenha de ser caro.

Mesmo após fazeres a tua pesquisa de mercado, que o aconselho vivamente que faças, há inúmeras possibilidades a testar. Mais do que isso, fazer um test-drive vai te permitir identificar tendências desconhecidas e até segmentos de clientes que doutra forma não terias considerado. Do contrário, arriscas-te a perder tempo e dinheiro em um mercado que não existe.

Um test-drive é necessário e não tem de ser dispendioso. Reúne um grupo de amigos, cria grupos de clientes-beta e recolhe opiniões críticas, que te façam evoluir e consolidar a tua ideia.

4. Não definir o público-alvo

curso de empreendedorismo

Este erro é derivado do primeiro, pois se não sabes qual é o teu destino não vais saber escolher quem te vai ajudar a lá chegar.

Quando falo de público-alvo, falo do grupo de pessoas à quem vais servir e sarar uma dor localizada. Isso estreita relações e gera confiança entre as pessoas, que é a base de uma duradoura relação profissional, com clientes fiéis e satisfeitos.

Se preferires, pense no teu público-alvo como uma relação romântica monogâmica. A química inicial tem de ser espontânea e é direcionada; os valores precisam de ser compatíveis para que se fale num futuro, vocês precisam de falar a mesma língua. Se pensares desta forma nos seus clientes, vais ver que eles são mais únicos e especiais do que inicialmente pensavas.

Lembra-te que, o teu produto pode ser para todos, mas nem todos querem o teu produto.

Vê o mini-curso que ofereço para encontrares os clientes certos aqui

5. Não se comunicar com outros profissionais autónomos

empreendedorismo em angola

Este, sem dúvida, é um dos maiores erros cometidos pela comunidade de empreendedorismo em Angola.

Quebra a barreira do medo da concorrência! Isso faz parte de uma mentalidade de escassez, que insiste em acreditar que quanto mais guardamos, mais temos para nós. Uma melhor forma de pensar nisso é que nós não vamos conseguir fazer tudo sozinhxs, portanto, partilhar é multiplicar.

Mais do que isso, se alguém “roubar” a tua ideia, tu só perderás se não a implementares de forma competente. Para além do mais, somos todos diferentes e nos identificamos com pessoas diferentes. Por isso é que temos tantos cantores de Semba e Kizomba a fazer sucesso em simultâneo.

Entrar em contacto com outros profissionais autónomos, incluindo os teus concorrentes directos, não só deve ser parte da tua pesquisa de mercado, como uma forma de criar parcerias. Vai a eventos de networking, entra em grupos do Facebook ou LinkedIn e fala directamente com quem entende o teu percurso na primeira pessoa.

Conclusão

Da mesma forma que tens uma linha de partida, precisas de uma linha de chegada. A grande vantagem do ser humano é que ele tem o poder de escolher o seu destino, graças ao luxo da consciência. Mesmo que a tua situação financeira não pareça favorável, ela poderia ser pior e é no melhor que deves te focar para deixar as ideias fluírem e testá-las da melhor maneira.

Quando o fizeres, aproveita para descobrir o “amor do teu negócio” e corteja-o descaradamente. Permite-te aprender e ensinar, pois é assim que é feita a partilha e que evitarás cometer os maiores erros como profissional autónomx.

Espero que tenhas gostado deste artigo e, se gostarias de ter assistência especializada para evitar cometer esses erros, dá uma vista d’olhos nos meus serviços. Se gostares do que vires, dá um toque.

Enquanto isso, não te esqueças de ser umx péssimx infeliz.

SESSÃO DE LEVANTAMENTO DE NECESSIDADES
A informação será transferida para o MailChimp ( + info )
Gostaria de marcar uma sessão de avaliação para saber como tirar a minha ideia de negócio do papel ou tornar o meu actual negócio sustentável
O teu email será somente usado para os fins indicados.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.