Como vender os teus serviços, mesmo que sejas modesto

Algumas pessoas parecem ter a desinibida capacidade de dizer a outras o quão boas são. Essas pessoas são tão confiantes das suas capacidades que não têm qualquer problema em vender as suas competências, sem serem pretensiosas ou parecerem gabarolas. 

vender

O resto, no entanto, tem um problema – não gostamos de dizer às pessoas o quanto somos bons naquilo que fazemos. Acreditamos que nos estaríamos a “gabar” e não gostamos disso. Como resultado, subestimamo-nos e os benefícios que os clientes poderiam obter dos nossos serviços ficam captivos na nossa modéstia.

Consequentemente, muitas vezes perdemos vendas porque não parecemos confiantes no que estamos a vender.

Se não mostrarmos as nossas capacidades com confiança, será difícil convencer os outros de que podemos fazer o trabalho que eles precisam que façamos. Vamos parecer hesitantes, duvidosos e não muito seguros de poder fazer o trabalho – e é claro que o teu potencial cliente vai ver isso.

Ler também: Como melhorares a tua marca profissional

Então, como é que se deixa de ser demasiado modesto?

No fundo, modéstia em demasia (ao ponto de auto-lesão) é apenas uma falta de confiança. Mas aqui está a primeira coisa que precisas de perceber:

Os teus clientes contratam-te porque tu és o perito. Sabes melhor do que eles como fazer alguma coisa. E por isso tens de ser o responsável pelo bem do teu cliente.

Portanto, se achares que és demasiado modesto e a tua modéstia estiver a prejudicar o teu negócio, começa pelo seguinte:

  • Apenas os factos, meu caro. Escreve as coisas nas quais sabes que és bom – apenas os factos. Por exemplo: “Eu sou um designer de interiores premiado”. Ou “Sou pontual e costumo entregar os meus serviços atempadamente”.
  • Que factos são importantes? Agora, consulta a tua lista de factos e marca os que realmente interessam aos teus clientes. Qual desses factos dará a eles a confiança de que tu podes fazer o trabalho?
  • Não “escondas” o teu talento. Entende que estarás a prestar um mau serviço aos teus clientes se não lhes contares os factos que lhes interessam.
vender

Depois disso, já não estás a lidar com o teu próprio sentido de modéstia – ou falta de confiança. Estás a lidar com factos. E podes contar aos teus clientes os factos sem ter vergonha ou medo de lhes ludibriar porque, no fundo, quer tenhas ou não confiança, és bom no que fazes. 

Conclusão

A modéstia é um mau pagador e óptimo empecilho para a tua evolução profissional. Mostra-te aos teus clientes pelo que és e não tenhas vergonha dos teus (verdadeiros) talentos, nem de te “vender”.

Não te esqueças disso e lembra-te que estarás a fazer um mau trabalho a ti próprio e aos teus clientes ao não lhes contares os factos. Só assim é que serás um péssimo feliz como eu ☺.

Artigo original em inglês aqui

CONSULTORIA EXPRESS
A informação será transferida para o MailChimp ( + info )
O TEU NEGÓCIO TRANSFORMADO EM 1H. A oportunidade de partilhar os teus desafios de autonomia profissional, em busca de respostas que te possam ajudar. Os 30.000Kz mais bem investidos da tua vida!
O seu email será somente usado para os fins indicados.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *