Profissional Autónomo, Profissional Liberal e Microempreendedor – Alguma diferença?

Se estiver a considerar tornar-se num profissional independente, é imprescindível que saiba a diferença entre profissional autónomo, profissional liberal e microempreendedor, pois não só dependerá das valências que já tem, como o ajudará a definir a identidade e o futuro do seu negócio.

Assim sendo, veja abaixo o quê que os difere:

Profissional Autónomo

profissional autónomo

Começo por dizer-lhe que Profissional Autónomo é aquele que presta serviços por um tempo específico e sem vínculo empregatício. Ele é caracterizado por não possuir vínculo empregatício com nenhuma empresa, possuindo assim total autonomia financeira e profissional, não assumindo o papel de um funcionário efectivo.

Modalidades de profissional autónomo muito praticadas são o Freelancing e o Empreendedorismo Individual, que já defini aqui no site. É só ler os artigos.

Razões que levam alguém a prestar serviços de forma autónoma são inúmeras e entre elas pode estar: a facilidade em começar, dada a simplicidade tributária, liberdade de movimento, liberdade de escolha de carreira, clientes e até local de trabalho; e ainda o facto de os ganhos poderem ser ilimitados.

Leia o artigo: 5 razões convincentes para sr freelancer


Profissional liberal

profissional liberal

Quando se fala em profissionais liberais, falamos de profissionais com uma formação especializada, que pode ou não prestar serviços para um ou mais empregadores, de forma autónoma. Falamos aqui de médicos, advogados, engenheiros, arquitetos, dentistas, professores, veterinários, agrónomos e outros.

Ao contrário do autónomo, o profissional liberal pode ter vínculo laboral com uma ou mais empresas e usufruir os benefícios que ele proporciona. Porém, ele deve se responsabilizar pelos seus próprios erros.

Os profissionais liberais são normalmente representados por entidades como conselhos, sindicatos ou ordens (Ordem dos Médicos, Advogados, Engenheiros, etc). Eles devem registar-se nessas entidades para serem reconhecidos como profissionais no seu ofício.


Microempreendedor

microempreendedor

O termo microempreendedor em si não existe na legislação angolana. O que existe é Microempresa, definida como “uma empresa que emprega até 10 trabalhadores e/ou tenha um facturamento anual bruto não superior ou equivalente a USD 250 mil”, de acordo com a Lei nº 30/11, de 13 de setembro de 2011.

Ou seja, o microempreendedor é o indivíduo que possui uma microempresa, que é impreterivelmente uma entidade jurídica.

Cada um destes profissionais tem um leque abrangente de modalidades e ocupações a escolher. Mesmo um médico veterinário (profissional liberal), pode escolher focar-se somente em roedores ou aves, se lhe for conveniente.

Como profissional autónomo, que é o que nos trouxe até aqui, você tem ainda dois segmentos diferentes, que são o de freelancer e empreendedor individual. São modalidades que não precisam de ser mutuamente exclusivas, mas têm diferenças pertinentes.

De forma ou doutra, espero que esta explicação tenha sido esclarecedora e fique à vontade para solicitar mais informação do género.

Até lá, seja um péssimo infeliz J.

Fontes:

SESSÕES DE MENTORIA
A informação será transferida para o MailChimp ( + info )
QUER SER UM PROFISSIONAL INDEPENDENTE E NÃO SABE COMO? Sessões de mentoria para Profissionais Autónomos em Setembro de 2020. 4 sessões colectivas de 1h, 8 participantes/grupo, exercícios práticos, ferramentas de trabalho, acesso exclusivo à Comunidade de Profissionais Autónomos e muito mais!
O seu email será somente usado para os fins indicados.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *